Novedades: Demanda das empresas por crédito começa trimestre em queda


Ver fuente



Indicador da Serasa Experian divulgado nesta segunda-feira mostra que a quantidade de empresas que procurou crédito caiu 5,1% no mês passado, em relação a março. Sobre o mesmo mês de 2010, houve queda de 5,3% na quantidade de empresas buscaram dinheiro na praça nesse mês.

Resultados que demonstram que o trimestre começou mais tímido para empréstimos. No acumulado de 2011, a demanda recuou de 1,6% no fim do primeiro trimestre para -0,2% em abril. Os economistas da consultoria afirmaram que as frequentes elevações da Selic (taxa básica de juros, hoje em 12%), resultaram em empréstimos mais pesados aos empresários. Por meio de nota, destacaram que as perspectivas de desaceleração do ritmo de crescimento econômico fazem com que o segmento ajuste a necessidade e procura pelos financiamentos.

Análise por porte A maior queda foi verificada entre as Micro e Pequenas Empresas, com baixa de 5,6% na busca por crédito, em abril sobre março e também ante o mesmo mês de 2010. Já entre as médias e as grandes empresas, as demandas por crédito ainda registrou expansões em abril, de 2,2% e 4,1%, respectivamente.

Empresas do comércio, com baixa de 6,0%, puxaram o recuo da demanda por crédito em abril de 2011. Em seguida vieram as empresas de serviços com queda de 4,7% frente ao mês imediatamente anterior e, por último, com menor recuo (de 2,2%) figuraram empresas da indústria. No acumulado do ano somente as empresas do setor de serviços, menos impactadas pela concorrência internacional como também pela alta dos juros internos, estão com crescimento positivo em termos de demanda por crédito (alta de 2,0%). Os demais segmentos econômicos - indústria (-1,1%) e comércio (-1,5%) - mostram que há baixa na procura por empréstimos, quando comparado com os primeiros quatro meses do ano passado.

Ver todas las noticias>>